Oracy skills, um novo olhar para a comunicação oral dentro da escola

Dentre todas as possibilidades de comunicação, a escrita é, há tempos, extremamente valorizada pela escola. É um objeto de ensino e de avaliação de diferentes disciplinas curriculares.

Ao longo da vida, nós, que passamos pelo processo de alfabetização, adquirimos conhecimentos em escrita (claro que uns mais e outros menos) que nos tornam capazes de analisar, criticar, corrigir e elogiar os textos que vemos.

O que nos garantiu tal “habilidade”? Certamente, todos os anos que passamos aprimorando nossa comunicação escrita na escola. No entanto, a fala é muito presente na forma como aprendemos, nos expressamos e interagimos com outras pessoas.

Na antiguidade, a comunicação oral fazia parte das escolas, pois se acreditava que quem detinha a habilidade da oratória detinha também o poder de influenciar outras pessoas.

O poder da comunicação verbal continua inegável até os dias de hoje. Entretanto, deixou há muito tempo de ser ensinada com metodologia para ser praticada de forma intuitiva.

Hoje nos deparamos: com profissionais carentes de habilidades comunicativas que precisam recorrer a cursos rápidos de oratória para preencher suas lacunas, com jovens que sabem utilizar somente a comunicação informal e com falhas de comunicação nos mais diversos contextos sociais, o que torna a sociedade mais dividida e intolerante.

A escola é o espaço adequado para aprender essa habilidade

Pensando nessas demandas e na minha própria jornada a fim de vencer as dificuldades da comunicação em público, proponho no meu livro “X em Evidência – Atitudes positivas na comunicação em público de adolescentes e jovens” que as habilidades de comunicação oral devam ser ensinadas na escola como parte de uma cultura interna que valoriza e aprimora as práticas de falar e ouvir de forma orientada.

Essa dupla – fala eficaz e escuta ativa -, quando é objeto de estudo escolares, chamada de Oracy Skills pelos britânicos, fornecem inúmeras ferramentas capazes de potencializar o aprendizado de todas as disciplinas e das relações humanas, pois passam a ser uma espécie de organizadores do conhecimento e da interação social.

Deixe-me explicar melhor, compreender a comunicação oral e saber manipulá-la (no sentido de combinar seus diversos recursos), organiza cognitivamente tanto aquilo que você ouve quanto aquilo que você transforma em fala. E onde está o maior índice de aprendizado? Para William Glasser (1925-1993), o aprendizado efetivo, aquele que atinge 95% da nossa capacidade de aprender, acontece quando somos capazes de ensinar outras pessoas. Expressar bem e interagir bem, não é fantástico?

Os estudos na área de Oracy Skills confirmam que o aprendizado da comunicação oral, além de elevar resultados acadêmicos e aumentar a autoconfiança, também proporciona relações sociais mais empáticas, pois aumentar o autoconhecimento também favorece a capacidade de saber ouvir, compreender e adequar a mensagem à realidade do interlocutor, qualidades essenciais para reduzir as diferenças e buscar as semelhanças.

A educação deve abrir espaço para um novo modo de pensar, onde a comunicação oral é um meio e não um objetivo final. Para isso, deve instrumentalizar seus professores, através de treinamento e de novas metodologias, para serem mediadores desse conhecimento tão urgente.

Passamos cerca de quinze anos na escola. Muitas instituições dispõem de salas grandes, recursos multimídia, amplificadores sonoros, público e parceiros sempre estão presentes e motivos para interagir não faltam. Por que não incluir o desenvolvimento dessa habilidade nos projetos escolares? Facilita e beneficia todos os envolvidos não só na escola, mas ao longo de toda vida.

Para finalizar, retomo o início desse artigo. Somos hábeis em dar feedbacks sobre diversos aspectos da nossa própria escrita e de outras pessoas porque fomos instruídos para isso. As próximas gerações devem ser preparadas para terem uma consciência semelhante com relação à gestão do falar e ouvir.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s